Bolsa asiáticas fecham em alta à espera de dialogo comercial entre EUA e China

21/08/2018

 

As bolsas asiáticas fecharam em alta generalizada nesta terça-feira, com investidores à espera de novas discussões comerciais entre EUA e China.

 

Segundo o The Wall Street Journal, delegações das duas maiores economias do mundo irão se reunir em Washington amanhã e quinta-feira para retomar o diálogo comercial. Nos últimos meses, americanos e chineses impuseram tarifas adicionais a bilhões de dólares em importações um do outro. Na quinta, vence um prazo para que os EUA punam mais US$ 16 bilhões em produtos chineses com tarifas de 25%, gesto que, se confirmado, tende a levar Pequim a retaliar na mesma proporção.

 

No segundo pregão consecutivo de ganhos dos mercados chineses, o índice Xangai Composto subiu 1,31%, a 2.733,83 pontos, e o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 1,39%, a 1.471,28 pontos. Segundo analistas, também sustentam as ações chinesas uma promessa de Pequim, feita no fim de semana, de se comprometer a ampliar o crédito para investimentos em projetos de infraestrutura. Em Hong Kong, o Hang Seng encerrou os negócios em alta de 0,56%, a 27.752,79 pontos.

 

Em outras partes da Ásia, o japonês Nikkei teve valorização apenas marginal de 0,09% em Tóquio, a 22.219,73 pontos, pressionado por uma tentativa de recuperação do iene ante o dólar durante a madrugada, enquanto o sul-coreano Kospi subiu 1,04% em Seul, a 2.270,06 pontos, impulsionado por ações de tecnologia, e o Taiex avançou 0,87% em Taiwan, a 10.792,20 pontos, exibindo seu maior ganho diário em cinco semanas, graças ao bom desempenho de papéis do setor financeiro.

 

Na Oceania, por outro lado, a bolsa da Austrália registrou sua maior queda desde março, após a BHP Billiton divulgar redução de 37% no lucro líquido do ano fiscal de 2018. Apenas a mineradora anglo-australiana recuou 1,9%, levando o setor de forma geral a cair 1,3%. O índice S&P/ASX 200 cedeu 0,96% hoje em Sydney, a 6.284,40 pontos, depois de renovar máximas em dez anos e meio nos dois pregões anteriores.

 

Como resultado, acabou ficando em segundo plano em Sydney o fato de o primeiro-ministro australiano, Malcolm Turnbull, ter sobrevivido nesta terça a um desafio a sua liderança, após rebelião dentro da coalizão governista. Com informações da Dow Jones Newswires.

Please reload

Notícias Recentes

Please reload

Notícias por mês

Please reload

Tags

Please reload

 

Rua Geraldo Flausino Gomes, 42 - 5º andar | Brooklin Novo | São Paulo - SP 04575-060

Tel. (11) 5102-5656 | abrahy@abrahy.com.br

©2018 ABRAHY. criado pela TR2 Art + Design