Placa com modelo do Mercosul já é oferecida


O Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran-RJ) começou ontem a oferecer um novo modelo de placa de veículos, o chamado modelo Mercosul. As placas passam a ter quatro letras e três números (antes eram três letras e quatro números), além de características que dificultam a clonagem. A troca não é obrigatória.

O tamanho e o preço da placa serão os mesmos (40 cm x 13 cm e R$ 219,35). O modelo Mercosul de placas já foi adotado na Argentina e no Uruguai, e até 1.º de dezembro todos os Estados brasileiros deverão oferecê-lo, por exigência do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). No primeiro dia de oferta dessa placa no Rio, um problema no site do Denatran atrasou o atendimento de quem procurou pela novidade.

A nova placa é oferecida a quem quiser trocá-la voluntariamente e a quem realizar operações que envolvam novas placas (emplacamento de carros zero-quilômetro, transferência de propriedade, de jurisdição e de município, mudança de categoria e troca de placas danificadas).

Rastreável. O novo modelo tem um código bidimensional dinâmico (o QR Code, identificável por leitura ótica) e contém todos os dados de confecção, desde a identificação do fornecedor até o número, data e ano e modelo de fabricação do carro, além de ser rastreável. A autoridade policial poderá identificar instantaneamente onde a placa foi confeccionada e a qual veículo pertence.