Brasileiros tem feito rodízio de suas dívidas

Os brasileiros endividados estão escolhendo a dedo quais contas vão pagar no mês, fazendo rodízio de dívidas para que tudo caiba no orçamento. A prioridade tem sido o pagamento de gastos com saúde e habitação, segundo pesquisa divulgada do SPC Brasil em parceria com a confederação de lojistas.

 

Segundo o levantamento, 89,4% dos inadimplentes dão preferência ao plano de saúde, 86,1%, ao condomínio e 82,1%, ao aluguel.

 

Mesmo assim, os boletos atrasados dos convênios subiram de 1,1%, no ano passado, para 7,1%, em 2018.

 

Para José Vignoli, educador financeiro do SPC, os brasileiros dão mais atenção às dívidas que, em caso de atraso, podem trazer interrupção do serviço prestado. Os planos de saúde, em especial, podem ter o contrato suspenso após 60 dias, corridos ou não, conforme a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar). “É preciso enxergar de onde vem a desorganização financeira e evitar que a situação de rodízio se perdure. O ideal é readequar a forma de viver, o que, muitas vezes, demanda uma diminuição do padrão.”

 

Do total, 37,8% atrasam os empréstimos tomados de parentes e amigos, que são as dívidas mais deixadas de lado. Parcelas do cartão de crédito e crediário aparecem logo na sequência, com 19,9% e 19,8%, respectivamente. O estudo ouviu 609 consumidores com dívidas atrasadas há 90 dias.

 

 

Please reload

Notícias Recentes

Please reload

Notícias por mês

Please reload

Tags

Please reload

 

Rua Geraldo Flausino Gomes, 42 - 5º andar | Brooklin Novo | São Paulo - SP 04575-060

Tel. (11) 5102-5656 | abrahy@abrahy.com.br

©2018 ABRAHY. criado pela TR2 Art + Design