Mercado financeiro prevê queda de 3,34% no PIB em 2020

28/04/2020

As projeções fazem parte do boletim de mercado, conhecido como relatório Focus, divulgado nesta segunda-feira, 27, pelo Banco Central (BC). Os dados foram levantados na semana passada em pesquisa com mais de 100 instituições financeiras. Para o PIB de 2020, a expectativa de redução passou de 2,96% para 3,34%.

 

Essa foi a décima primeira semana seguida de revisão para baixo do indicador. Apesar da nova queda, a previsão do mercado para a contração do PIB brasileiro em 2020 ainda está abaixo da divulgada pelo Banco Mundial, que estima um tombo de 5%, e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), que prevê queda de 5,3%. A nova redução da expectativa para o nível de atividade foi feita em meio à pandemia do novo coronavírus, que tem derrubado a economia mundial e colocado o mundo no caminho de uma recessão. Nos últimos meses, tanto o Ministério da Economia quanto o Banco Central revisaram suas estimativas e passaram a prever estabilidade (sem alta, mas também sem contração) do PIB neste ano.

 

Para o próximo ano, a previsão do mercado financeiro para o crescimento do PIB recuou de 3,10% para 3%. Inflação Conteúdo Completo ? Mercado financeiro prevê queda de 3,34% no PIB em 2020 Com crise econômica e política, mercado financeiro projeta rombo fiscal recorde este ano FECHAR > Ventiladores Ventisilva PUBLICIDADE / Segundo o relatório divulgado pelo BC, os analistas do mercado financeiro reduziram a estimativa de inflação para 2020 de 2,23% para 2,20%. Foi a sétima redução seguida do indicador. A expectativa segue abaixo da meta central, de 4% e, também, do piso do sistema de metas - que é de 2,5% neste ano. Pela regra vigente, o IPCA pode oscilar entre 2,5% e 5,5% sem que a meta seja formalmente descumprida.

 

Quando a meta não é cumprida, o BC tem de escrever uma carta pública explicando as razões. A meta de inflação é fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Para alcançá-la, o Banco Central eleva ou reduz a taxa básica de juros da economia (Selic). Para 2021, o mercado financeiro manteve em 3,40% sua previsão de inflação.

 

No ano que vem, a meta central de inflação é de 3,75% e será oficialmente cumprida se o índice oscilar de 2,25% a 5,25%. Selic O mercado continuou prevendo redução da taxa Selic nos próximos meses, que atualmente está em 3,75% ao ano. Os analistas permaneceram estimando um recuo para 3,25% ao ano no começo de maio, e um novo corte em meados de junho - para 3% ao ano (novo piso histórico, se confirmado) - patamar no qual fecharia 2020. Para o fim de 2021, a expectativa do mercado caiu de 4,50% para 4,25% ao ano. Isso quer dizer que os analistas seguem estimando alta dos juros no ano que vem, embora em menor intensidade.

 

https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,mercado-financeiro-preve-queda-de-3-34-no-pib-em-2020,70003283882

ESTADÃO 27/04/2020

Please reload

Notícias Recentes

Please reload

Notícias por mês

Please reload

Tags

Please reload

 

Rua Geraldo Flausino Gomes, 42 - 5º andar | Brooklin Novo | São Paulo - SP 04575-060

Tel. (11) 5102-5656 | abrahy@abrahy.com.br

©2018 ABRAHY. criado pela TR2 Art + Design