Carros de luxo valorizam mais do que a média do mercado geral


Quem adquiriu um modelo 2020 da Porsche, Land Rover, BMW, Mercedes-Benz, Volvo, Audi ou Lexus pode ganhar dinheiro se optar por vendê-lo hoje. Quem vender ganhará mais do que os proprietários de veículos de outras marcas populares.


Um levantamento da startup Mobiauto, marketplace de compra e venda de carros, mostra que os modelos premium das oito principais marcas do segmento no país, 2020 ou 2021, proporcionaram uma valorização média – entre janeiro e setembro deste ano – de 17,5%. Já a média do mercado em geral foi de 13,4%. O líder é o Mercedes-Benz GT 43 AMG, com um aumento de mais de 60,7%. Esse carro custava R$ 498,5 mil em janeiro e hoje vale cerca de R$ 801,2 mil.

“Já vínhamos observando esse fenômeno no dia a dia com nossos anunciantes, razão pela qual convocamos nossos pesquisadores e encomendamos a pesquisa”, explica o consultor automotivo Sant Clair Castro Jr., CEO da Mobiauto, em nota divulgada.

De acordo com Castro, desde o início de 2021 se observa um conjunto de fatores que tem impulsionado a valorização dos carros seminovos do país, como a alta nos preços dos zero km, que acaba também elevando as cotações dos usados.

“No caso desses importados premium, a volatilidade foi ainda maior, pois eles sofreram diretamente os efeitos da elevação do dólar nesse período e tiveram reajustes mais significativos. Os seminovos só acompanharam o viés de alta”, resume.

Sant Clair adverte que essa tendência reflete um momento específico do mercado nacional.

Confira abaixo as marcas que mais se valorizaram entre janeiro e setembro de 2021:

1º – Porsche: 25,3% 2º – Land Rover: 17,8% 3º – BMW: 17,3% 4º – Mercedes-Benz: 16,8% 5º – Volvo: 16,4% 6º – Audi: 16,2% 7º – Lexus: 15,6% 8º – Jaguar: 12,8%