Fabricante do iPhone anuncia seus primeiros carros elétricos


[Fonte: Automotive Business]

Foxconn começa a investir no segmento automobilístico

A Foxconn, empresa taiwanesa famosa por realizar a manufatura de eletrônicos como o iPhone da Apple e os consoles de videogame da Nintendo, anunciou hoje seus primeiros três carros elétricos. O anúncio, que aconteceu em seu evento Hon Hai Tech Day, foi descrito como “um compromisso para nos tornarmos uma montadora de carros global de próxima geração”.

Os três protótipos são chamados de Model C, Model E e Model T. Embora tenham a marca “Foxtron” no nome, os dois primeiros são veículos conceito que a empresa pretende vender para outras montadoras. Já o Model T será fornecido para uma empresa local. É provável que, caso sejam lançados no mercado, os modelos não fiquem com esses nomes, já que “Model E” é registrado pela Ford.

O Model C é um SUV desenhado para ser robusto e espaçoso. Tem 4,64 m por 2,86 m e abriga sete pessoas. Vai de 0 a 100 km em 3,8 segundos e possui autonomia de 700 kg. A Foxconn promete “alta performance, baixo consumo de energia e preço razoável”.

O Model E, desenhado em parceria com a empresa de design italiana Pininfarina, é um sedã para um público mais abastado e para executivos. Os assentos traseiros podem ser convertidos em um escritório móvel, o qual inclui recursos inteligentes como reconhecimento facial. Vai de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos e tem autonomia de 750 km, além de 750 cv de potência.

O Model T é um ônibus urbano. Suas especificações estão de acordo com as normas da FTA, a agência de trânsito dos EUA, e ele já percorreu mais de 200 mil km em testes. Possui 400 km de autonomia e velocidade máxima de 120 km/h.

A Foxconn está investindo agressivamente em elétricos. Neste mês, a empresa comprou por US$ 280 milhões uma fábrica em Lordstown, no estado americano de Ohio, onde pretende produzir seus VEs. Além disso, está desenvolvendo uma bateria de estado sólido e já está produzindo elétricos para empresas como a taiwanesa Yulon. Sua entrada no segmento até mesmo reaqueceu rumores sobre o tão esperado carro da Apple, que segue como apenas uma possibilidade.