Falta de eletro postos pode dificultar avanço dos carros elétricos

Alerta foi feito por Oliver Zipse, presidente da associação das montadoras da Europa, durante evento


Durante apresentação em um evento sobre automóveis elétricos realizado na terça-feira, 22, Oliver Zipse, presidente da Acea – entidade que reúne as montadoras europeias – afirmou que “a transformação do setor de mobilidade está acontecendo aqui e agora”. Contudo, o executivo (que também é CEO da BMW) chamou a atenção para outro problema: a necessidade de implantar um número suficiente de pontos de carregamento e de estações de hidrogênio em toda a União Europeia.


Zipse aproveitou para incentivar a Comissão Europeia a implantar metas obrigatórias para infraestrutura em todos os países membros da entidade. “Sem essas metas, enfrentaremos um gargalo para a eletro mobilidade e nossa transformação perderá o ímpeto”, alertou.


Já se antecipando à revisão dos limites de CO2 para automóveis de passeio e comerciais leves, que deverá ocorrer em julho, Oliver Zipse advertiu que a futura “Europa verde” não deve se basear em estratégias proibitivas e em limitações. “Que imagem temos em mente quando pensamos na Europa em 2030, 2040 e 2050? É a nova Europa verde impulsionada por uma cultura de proibições e restrições ou é a estimulada pela inovação e competitividade?”, prosseguiu Zipse. “A indústria automotiva contribuirá totalmente para alcançar a meta de uma Europa neutra em carbono em 2050 – em uma abordagem holística e neutra em tecnologia. E nas condições certas, estamos abertos a adotar metas de redução de CO2 ainda maiores em 2030”, afirmou. Tags: Elétricos, Acea, Europa, eletromobilidade, pontos de recarga, estações de hidrogênio, União Europeia, Oliver Zipse.