top of page

Hyundai prevê aumento nas vendas de elétricos após lucro trimestral triplicar


Fonte: (Automotive Business)

A Hyundai prevê a venda global de 330 mil veículos elétricos, um crescimento de 54% em comparação ao ano passado. Somente nos Estados Unidos, a fabricante sul-coreana espera que suas vendas subam 150%, para 73 mil unidades.


A projeção foi anunciada no relatório de lucros do quarto trimestre de 2022. Entre outubro e dezembro, a montadora registrou um lucro líquido triplicado, que chegou a US$ 1,4 bilhão (mais de R$ 7 bilhões na cotação de 26/1), com aumento de 24% na receita.


Vendas da Hyundai tiveram margens melhores


Assim como outras montadoras, a Hyundai se beneficiou da oferta restrita de veículos novos no ano passado, o que manteve os preços de varejo altos.


"Fortes ganhos no quarto trimestre continuaram graças ao aumento do volume de vendas, e vendas sólidas de veículos de alta margem, bem como taxas de câmbio favoráveis", afirmou o vice-presidente Seo Gang Hyun.


A afiliada Kia Motors também tem como meta um crescimento de 10% nas vendas para um total de 3,2 milhões de veículos.


Hyundai investirá em fábrica nos Estados Unidos

Tanto a Hyundai como a Kia estão preocupadas de serem prejudicadas pela Lei de Redução da Inflação nos Estados Unidos, que exclui as duas montadoras sul-coreanas de créditos fiscais federais por ainda não fabricarem veículos elétricos na América do Norte.


Segundo a imprensa norte-americana, o subsecretário de Estado para crescimento econômico, energia e meio ambiente, Jose Fernandez, tentou tranquilizar a indústria estrangeira ao dizer que o governo está “em busca de maneiras para melhorar o que os sul-coreanos acreditam ser consequências injustas”.


Após a divulgação do balanço do quarto trimestre, a Hyundai anunciou que investirá ao todo US$ 8,5 bilhões (mais de R$ 43 bilhões) em eletrificação este ano. O dinheiro será gasto principalmente em pesquisa, desenvolvimento e uma nova fábrica em Savannah, na Geórgia, que deve custar US$ 5,5 bilhões.


A Hyundai também avalia que a crise global de chips, que afetou as montadoras desde 2020, deve diminuir em 2023. Os custos de marketing da empresa podem aumentar à medida que a concorrência se intensifica.

Comments


montadora
bottom of page