Importadores de veículos cresceram 8,7% em maio


|Fonte: Automotive Business|

Abeifa registrou 4.919 licenciamentos no quinto mês do ano, mas resultado do acumulado do ano ainda mostra queda

As vendas de veículos importados tiveram alta de 8,7% em maio. É o que aponta o último ranking de emplacamentos das marcas filiadas à Abeifa (Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores).

De acordo com a associação, foram licenciadas 4.919 unidades, das quais 1.630 importadas e 3.289 de produção nacional. Em relação aos resultados de abril, a queda foi de 2,3%. Já comparando com os resultados de maio de 2021, a redução foi de 25,6%.

Considerando apenas os veículos importados, as associadas da Abeifa tiveram crescimento de 8,7% em relação a abril, mas houve redução de 28% ante maio de 2021. Naquela ocasião, foram vendidas 6.616 unidades.

Números contrastantes

No resultado acumulado, a Abeifa totaliza 24.223 unidades licenciadas, um volume 12% inferior ao registrado nos cinco primeiros meses do ano passado.

A disparidade fica ainda maior separando os números de veículos importados e produzidos localmente. Enquanto os importados amargaram baixa de 33,2% (7.035 unidades este ano contra 10.528 veículos em 2021), a produção nacional teve crescimento de 1,1% (17.188 x 17.001 unidades).

Contabilizando as 4.919 unidades licenciadas (somando importados e produção nacional) em maio, as associadas à Abeifa ficaram com 2,8% de participação no mercado total de automóveis de passeio e comerciais leves (174.814 unidades).

Se considerarmos apenas as 1.630 unidades importadas, as empresas da Abeifa abocanharam apenas 0,9% do mercado interno brasileiro, ao passo que os 3.289 veículos produzidos no país significaram participação de 1,8%.

Volvo lidera entre importados e Caoa Chery domina nacionais

Entre as 11 associadas da Abeifa, a Volvo liderou entre as marcas importadas em maio com 582 unidades licenciadas. A Kia aparece logo atrás com 413 veículos emplacados, seguida por Porsche (260) e JAC Motors (160).

Apenas três das associadas produzem veículos no Brasil. Entre elas, a Caoa Chery é a líder com folga: em maio, a empresa vendeu 3.046 veículos, bem mais do que Land Rover (196 unidades) e Suzuki (47 carros).