top of page

Kona, Tucson, Ioniq e mais: Caoa Hyundai terá 8 lançamentos no Brasil até 2025


Fonte: Auto Esporte


Depois de investir muito tempo (e dinheiro) na Chery, o Grupo CAOA volta suas atenções para a Hyundai (a empresa é importadora oficial da marca coreana no Brasil). E os novos planos são ambiciosos, com oito novos veículos: ainda esse ano chegam a caminhonete HR agora com tração 4x4, o reestilizado SUV Tucson, Ioniq híbrido e o inédito Kona, nas versões híbrida e elétrica.


No ano que vem, desembarcam o crossover elétrico Ioniq 5 e o SUV gigante Palisade. Um ano depois, em 2025 é a vez de a versão híbrida do SUV começar a ser vendida, assim como uma nova geração do Tucson. Confira o cronograma abaixo:


  • Março - Ioniq, Tucson facelift e HR 4x4

  • Julho - Kona HEV

  • Agosto - Kona EV

  • 2024 - Ioniq 5 e Palisade

  • 2025 - Palisade híbrido e All New Tucson


Kona

Hyundai Kona HEV — Foto: Divulgação


Vamos começar pelo final. A grande novidade da lista é Kona. O SUV compacto chega em duas versões: uma híbrida e outra elétrica. O problema é que o Kona foi recentemente reestilizado no exterior e adota um visual bem diferente do modelo que vai chegar por aqui nos próximos meses.


A primeira versão a chegar é a híbrida, que desembarca em julho deste ano e tem porte semelhante ao de um Volkswagen T-Cross. São 4,20 metros de comprimento e 2,60 m de entre-eixos. Mas o desenho segue a mesma linha agressiva dos outros carros da marca. Os faróis são afilados e divididos em duas peças.


O Kona HEV tem o mesmo conjunto mecânico do Kia Niro: motor 1.6 a combustão e outro elétrico. Somados, entregam 141 cv.


Já o Kona elétrico começa a ser vendido em agosto. Tem o mesmo visual do modelo híbrido - com a diferença que traz o bocal de recarga onde seria a grade de um carro a combustão.


Como em vários carros elétricos, as rodas são parcialmente fechadas. Por fim, a traseira também tem lanternas separadas. Autoesporte, inclusive, flagrou o carro bastante camuflado rodando em São Paulo em agosto do ano passado.


O SUV é vendido em outros países com duas motorizações e pacotes de baterias. A que virá ao Brasil tem o equivalente a 136 cv de potência e as baterias de 39 kWh garantem 252 km de autonomia no ciclo Inmetro.

Tucson

Hyundai Tucson — Foto: Divulgação


Em vez da nova geração, a Caoa Hyundai vai promover um facelift no velho conhecido Tucson, produzido em Anápolis (GO). O SUV médio, que também não é mais vendido lá fora, será basicamente igual ao modelo comercializado atualmente por aqui com preço partindo na casa dos R$ 200 mil.


A mudança no visual é básica, com novos arranjos para os faróis e lanternas, além de pequenas modificações nos para-choque e formato das luzes de neblina. O motor é o mesmo 1.6 turbo de 177 cv de potência e 27 kgfm de torque. O câmbio é o de dupla embreagem e sete marchas.


Ioniq

Hyundai Ioniq — Foto: Divulgação


O Ioniq, por sua vez, já está no Brasil. Só que a Caoa oferece o carro híbrido apenas em modalidade de aluguel, que custa R$ 3,3 mil por mês no plano inicial. Agora a companhia resolve vender o modelo nas concessionárias e para o público geral. O preço deve ser algo perto de R$ 230 mil.

O liftback com ares de sedã (parecido com o Toyota Prius e que foi apresentado em 2016) já saiu de linha no exterior, mas a Caoa Hyundai vai colocá-los nas lojas brasileiras assim mesmo. O Ioniq é um híbrido paralelo, ou seja a bateria é carregada apenas nas frenagens e desacelerações – e não por meio de fontes externas como os híbridos plug-in.


O motor é o 1.6 aspirado de 105 cv e 15 kgfm a gasolina que trabalha em conjunto com outro elétrico de 44 cv e 17,3 kgfm. Ao todo são 141 cv de potência e 27 kgfm. O câmbio é automatizado de dupla embreagem e seis marchas. A grande vantagem desse conjunto é o bom consumo de combustível, que chega a 18,9 km/l na cidade e 18,8 km/l na estrada, segundo o Inmetro.


O Hyundai tem 4,47 metros de comprimento, 1,82 m de largura, 1,45 m de altura e 2,70 m de entre-eixos. O porta-malas acomoda 456 litros.


HR

Uma novidade também vai entrar na linha do HR, o conhecido caminhãozinho da Hyundai. A marca vai passar a oferecer a tração 4x4 no Veículo Urbano de Carga (VUC) equipado com motor diesel 2.5 de 130 cv e 26 kgfm. Atualmente, o HR começa em R$ 159.990 e é vendido em duas versões: chassi e cabine.


Palisade

Hyundai Palisade — Foto: Divulgação


Maior e mais luxuoso SUV da Hyundai, o Palisade chega ao Brasil no ano que vem com medidas nada modestas. Ele tem 4,98 metros de comprimento, 1,98 m de largura, 1,75 m de altura e 2,90 m de entre-eixos.


Em comparação com o Santa Fe de 7 lugares, são 8 centímetros a mais no comprimento, 13 centímetros na largura, 6 centímetros na altura e 10 centímetros no entre-eixos.


Hyundai Palisade chegará nas versões apenas a combustão e híbrida — Foto: Divulgação


No facelift de 2022, o SUV passou a incorporar a identidade visual mais recente da Hyundai, com grade generosa e com uma série de retângulos. Na cabine, duas telas formam o painel com quadro de instrumentos digital e central multimídia.


Ioniq 5

Hyundai Ioniq 5 — Foto: Divulgação


O Ioniq 5 foi o principal destaque da Hyundai na última Copa do Mundo, realizada no final de 2022 no Qatar.


O hatch médio foi apresentado em maio de 2021 como parte da subdivisão de elétricos da Hyundai, a Ioniq. O modelo estreou a plataforma E-GMP (Electric-Global Modular Platform), que visa produzir carros de alta performance e maior espaço interno – no caso do Ioniq 5, são quase três metros de entre-eixos.


O modelo é vendido em configurações equipadas com um ou dois motores elétricos (nesta última há um motor por eixo e a tração é integral). Na versão topo de linha, a potência combinada pode chegar a 304 cv e o torque a 61,7 kgfm. Seu pacote de baterias é de 77,4 kWh e a autonomia chega a 480 km (dependo da versão).



Comments


montadora
bottom of page