Medo de dirigir atinge 6% da população com CNH no Brasil; veja motivos

[Fonte: Uol]

O medo de dirigir é um distúrbio psicológico bastante comum na sociedade. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, 6% da população brasileira é afetada pelo transtorno que tem até nome: amaxofobia.

A porcentagem é ligeiramente inferior à apresentada em outros países. Um estudo feito pelo Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro aponta que entre 7% e 8% da população mundial apresenta essa fobia.

“A maioria das pessoas vem com algum tipo de trauma ocasionado por um parente ou conhecido que queria incentivar a dirigir, mas na verdade causou algum trauma”, revela Flávia Brito, diretora e instrutora da Prat-Car, empresa especializada em tratar o medo de dirigir.

Passageiros e autoescolas podem criar traumas

De fato, não existe apenas um motivo para causar pânico ao volante. Algumas pessoas se envolveram em acidentes em algum momento de sua vida, o que acabou resultando no medo de assumir o controle de um veículo.

Outros motoristas deixam de dirigir por conta de um trauma causado por alguém que sequer estava ao volante.

“Alguém pode ter gritado, xingado ou ter feito o motorista passar por algum tipo de constrangimento, e isso causou esse bloqueio”, conta Flávia.

A especialista afirmou ainda que outro motivo que causa o medo de dirigir é a metodologia escolhida nas autoescolas.

“O treinamento é voltado apenas para passar na prova. É por isso que tenho muito aluno recém-habilitado que, quando chega para fazer as aulas, não sabe nada. Quando a pessoa se vê no trânsito real de uma cidade como o Rio de Janeiro, com outros motoristas não respeitando a sinalização e pedestres atravessando fora da faixa, a maioria não consegue dirigir e cria um bloqueio que a afasta da direção”.