Número de recalls dispara no primeiro semestre de 2021


O número de recalls no Brasil está em alta neste ano. De acordo com o levantamento feito pela Papa Recall, os chamados cresceram 31,2% no primeiro semestre de 2021, quando comparado com o mesmo período de 2020.


Número de recalls em alta

De janeiro até junho, foram ao todo 48 chamados. Essas convocações, por sua vez, envolveram 101 modelos de 24 montadoras diferentes. E esse número de carros convocados também é maior que a do primeiro semestre de 2020, tendo crescido 25%.


Porém, é importante fazer um pequeno ressalto. A declaração de pandemia em 2020 fez com que diversas marcas interrompessem as atividades. Por isso, pode ser que algum recall tenha sido anunciado apenas depois, já com as atividades restabelecidas. Não há nenhuma informação nesse sentido, é apenas um ponto de vista desta reportagem.


Motivos

De acordo com a Papa Recall, os principais motivos para convocações no País foram os problemas no sistema elétrico dos veículos, com 10 casos registrados. Depois dele estão os problemas de falhas no sistema de combustível, com nove ocorrências, e os problemas nos freios e sistema de airbags, com seis casos para cada um deles.


O sistema de airbags também merece destaque. Isso porque, conforme pode ser visto nas publicações do Garagem360, há menos convocações decorrentes do escândalo dos airbags mortais da Takata.


Esse é um dos maiores escândalos da história da indústria automotiva. Por conta de um defeito de fabricação, milhões de carros no mundo todo foram equipados com os airbags problemáticos da Takata, que era a maior fabricante desses equipamentos de segurança no mundo.


Em caso de colisão, fragmentos metálicos podem ser disparados pelas bolsas, com o risco de causar ferimentos nos ocupantes dos veículos. Até o momento, cerca de 20 mortes já ocorreram em todo o planeta por conta deste defeito.


Porém, como milhões de carros já tiveram as bolsas infláveis trocadas, os casos de recall por conta dos airbags da Takata estão em queda.


Marcas com mais recalls em 2021

Segundo o Papa Recall, a Mercedes-Benz e a Volvo tiveram mais convocações até aqui, com quatro casos para cada. Audi, BMW e Mitsubishi contam com três recalls.


Caoa Chery, Citroën, Fiat, Ford, Hyundai Caoa (importados), Jeep, Dodge, Land Rover, Porsche, Volkswagen, Subaru e Renault tiveram duas chamadas. Com apenas um recall estão Chevrolet, Chrysler, Honda, Lexus, Kia, Suzuki e Toyota.