top of page

Novo acordo confirma que Hyundai Brasil vai usar fábrica da Caoa

Conforme AB antecipou, marca sul-coreana assume importação e distribuição de todos os modelos e vai “encomendar” carros em Anápolis


Fonte: Automotive Business


Depois de muitas notícias e rumores, a Hyundai Motor Brasil (HMB) e a Caoa finalmente formalizam o novo acordo comercial. No modelo de negócio, conforme Automotive Business adiantou, o uso da fábrica do grupo brasileiro em Anápolis (GO) será estratégico.


Pelo acordo comercial, a filial brasileira vai assumir toda a logística da operação da marca sul-coreana. Importação, distribuição e venda, inclusive com a unificação de toda a rede de distribuidores Hyundai no Brasil, onde serão vendidos modelos nacionais e trazidos de fora.


Com a “adesão” das lojas Caoa, a Hyundai passará a ter 250 concessionárias no total. Segundo comunicado da HMB, todas terão seus contratos de concessão atualizados e vão comercializar e dar manutenção ao portfólio completo de veículos da marca no Brasil.


A Caoa seguirá dona de 46 lojas. Além disso, a empresa terá participação nas vendas dos importados da Hyundai no mercado brasileiro.


Fábrica goiana da Caoa servirá diretamente a Hyundai


As revendas vão poder negociar modelos feitos na unidade da HMB em Piracicaba (SP) - HB20 e Creta - e os que eram montados na linha de montagem da Caoa em Anápolis - HR e Tucson. Só que a fábrica goiana terá papel fundamental neste novo cenário.


Agora, a Hyundai Motor Brasil poderá "encomendar" modelos para serem feitos em Goiás pela Caoa. Entre os novos produtos, inclusive, segundo fontes ouvidas pela AB, estaria no radar a picape médio-compacta Santa Cruz, que já é feita nos EUA e por aqui brigaria no segmento da Fiat Toro.


A Caoa, inclusive, abriu o segundo turno de produção em Anápolis recentemente. Além disso, a empresa diz que estuda a ampliação da capacidade instalada com um possível terceiro turno ainda em 2024, dentro do plano de investimentos de R$ 3 bilhões revelado em 2023.


Já a HMB recentemente foi agraciada com as falas do CEO global da marca, Euisun Chung, que confirmou investimento equivalente a US$ 1,1 bilhão nas operações no país até 2032. O dinheiro será usado para desenvolvimento de novos produtos, inclusive híbridos flex e de tecnologias com uso de hidrogênio verde.

Comments


montadora
bottom of page