top of page

Radares: veja qual a tolerância para multa por exceder velocidade máxima

Descubra como os radares de trânsito operam, onde fica a margem de tolerância e como evitar multa de velocidade máxima permitida


Fonte: Jornal do Carro


Muitos motoristas têm dúvidas sobre como os radares de trânsito funcionam. E em que momento uma multa é aplicada por exceder a velocidade máxima permitida. Para começar, estes equipamentos são feitos para monitorar o limite de velocidade em diferentes tipos de vias. O objetivo, portanto, é garantir a segurança de todos os usuários da estrada. Mas aqui está o ponto-chave: há uma margem de tolerância na aferição desses radares.


Qual o limite para escapar de multa por excesso de velocidade?


Para as vias onde a velocidade máxima permitida é de até 100 km/h, os radares geralmente têm uma tolerância de 7 km/h. Isso significa que, se o veículo estiver em uma via com limite de 50 km/h, o radar só registrará a infração quando a velocidade atingir 57 km/h.


Já nas vias com limites acima de 100 km/h, a tolerância é de 7% sobre o limite. Ou seja, se a velocidade máxima da rodovia for de 110 km/h, como é o caso da Via Dutra, que liga o Rio de Janeiro a São Paulo, a tolerância dos radares será de aproximadamente 118 km/h.


Assim, quem for flagrado acima disso, possivelmente receberá a infração. E tem mais: o excedente pode resultar em multas mais significativas.


Qual o valor da multa por excesso de velocidade?


Atualmente, o CTB estabelece três diferentes infrações para quem ultrapassar o limite de velocidade. São elas:


  • Transitar em velocidade até 20% acima da máxima permitida: infração média com 4 pontos na CNH, e multa de R$ 130,16;

  • Exceder entre de 20% até 50% a velocidade máxima da via: infração grave com multa de R$ 195,23 e 5 pontos na CNH;

  • Transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 50%: infração gravíssima, com multa multiplicada por 3, ao preço de R$ 880,41.


É importante ressaltar que esses são os limites de acordo com o CTB. Ou seja, pode haver variações de acordo com a sinalização específica em determinadas áreas. Além disso, em locais onde a sinalização indicar velocidades diferentes, o motorista deve obedecer aos limites indicados nas placas.


Portanto, conhecer essa margem de tolerância é fundamental para evitar surpresas desagradáveis ao receber uma multa por radar. Vale ressaltar que a aplicação das multas pode variar de acordo com a política de fiscalização local e as especificidades dos radares fixos e móveis. Em resumo, respeitar os limites de velocidade indicados nas placas de trânsito é a maneira mais segura e eficaz de evitar multas por radar.

Commentaires


montadora
bottom of page