top of page

Só 21% dos motoristas abastecem com etanol

Pesquisa da Webmotors mostra que a maioria, 57%, prefere gasolina, sendo 41% a comum e 16% a aditivada


Fonte: Auto Indústria


Palavra de ordem no setor automotivo brasileiro quando o tema é descarbonização, o etanol segue sem ter a preferência do consumidor na hora em que vai abastecer o seu carro ou moto.


Divulgado nesta quinta-feira, 2, estudo da Webmotors mostra que apenas 21% optam pelo combustível alternativo na hora de encher o tanque. A grande maioria, 57%, prefere a gasolina, sendo 41% a comum e 16% a aditivada. Os outros 17% utilizam diesel. Importante destacar que, dos entrevistados, 63% possem carro flex.


A pesquisa de um dos principais portais de compra, venda e uso de carros no Brasil ouviu 1.056 pessoas, em sua maioria homens (95%), casados (73%) e com idade entre 35 e 64 anos (54%).


De acordo com o estudo, os dois fatores mais determinantes para a escolha do combustível são o maior rendimento do veículo e o preço, com porcentuais de, respectivamente, 28% e 22%.


Ou seja, a questão do meio ambiente não tem importância para o brasileiro, apesar de a grande maioria das montadoras estarem defendendo hoje o híbrido flex a etanol como o melhor caminho para o País rumo à descarbonização.


O argumento é que no cômputo total das emissões do “poço a roda”, o etanol leva vantagem até sobre os elétricos que rodam na Europa.


Do total dos pesquisados, 77% dizem fazer algum tipo de cálculo sobre a rentabilidade do combustível antes de realizar o abastecimento, que ocorre pelo menos uma vez por semana de acordo com 45% dos entrevistados.


Com relação ao tipo de carroceria, 32% dos respondentes são proprietários de modelos SUVs, 27% de hatches e 26% de sedãs. Quanto às motos, 34% pilotam modelos street, 19% scooter e 15% custom.

Commentaires


montadora
bottom of page